O que é o Beijo Grego e como convencer a Gata a Experimentar a Prática

GO beijo é uma troca de carinho muito importante na relação, ainda quando falamos em sexo, o beijo é algo que afirma os laços íntimos entre vocês. No entanto, não é apenas o beijo de língua que pode proporcionar prazer. Você já ouvir falar do beijo grego?

Essa prática existe e não é de hoje. Ela refere ao ato de estimular o ânus da parceira usando a língua, proporcionando ao sexo outros estímulos.

O beijo grego teve origem na Grécia, e naquela época era comum ser somente praticada pelos homens, principalmente nas orgias.

Essa prática era usada justamente para lubrificar a região do ânus, a fim de prepará-la para receber a penetração.

Com o tempo, esse ato começou a ser bem comum entre os homens e as mulheres, pois, além de ser capaz de proporcionar um alto índice de prazer, ele era uma ótima maneira de diversificar o ato sexual.

Assim, o beijo grego começou a se popularizar e ir além das fronteiras, o que acabou espalhando para o mundo todo.

No entanto, hoje, você sabe:

  • Como aderir essa técnica?
  • Como convencer sua parceira a experimentar algo tão diferente?
  • Como fazer um beijo grego, deixar ela excitada e pedindo mais?

Continue comigo que vou te contar isso e muito mais.

Preparando o casal para o Beijo Grego

Para começar, você e sua mulher devem estar dispostos a colocarem essa nova prática na relação.

Se algum de vocês estiverem se sentindo pressionados ou com tensão, então o ideal é esperar pelo melhor momento.

Isso porque a experiência pode ser traumática, o que ficará difícil depois convencê-la de fazer novamente.

Portanto, caso ela não esteja muito a vontade, então aconselho que a explique melhor sobre a técnica.

Além disso, deixe-a totalmente segura e confortável com a situação e, acima de tudo, respeite a decisão dela.

Higienização

A higienização é um fator fundamental para essa prática.

É muito importante que mantenha a região bem limpa. Para isso lave bem com água corrente e utilize um sabão neutro.

Uma boa dica é utilizar esse momento para investir nas preliminares.

Convide sua parceira para tomarem banho juntos. Nesse momento você pode propor algo mais safado e insinue indo mais para a região anal

Sexóloga Alerta aos Riscos de Contrair Doenças

A Sexóloga Carla Ceccarello, alerta que é preciso tomar cuidado ao se praticar o beijo grego.

Isso porque essa técnica também possibilita contrair doenças da mesma forma que o sexo oral.

 “O ânus pode transmitir doenças como HPV, herpes genital, sífilis, e até HIV. Isso porque algumas pessoas podem eliminar secreções pelo ânus. Se a pessoa que estiver fazendo o beijo grego estiver com alguma ferida na boca ou cárie, pode se contaminar”. Dr. Carca Ceccarello

Portanto, fica evidente a importância dos cuidados antes e depois de praticar o beijo grego. Ceccarello ainda reforça que a região deve estar sem pelos.

Como fazer o beijo grego – Posições e Técnicas

Se é a sua primeira vez praticando o beijo grego, ou da sua parceira, então a posição é primordial para que vocês aproveitem o passeio.

Para não correr o risco de você ficar sem saber para onde olhar, ou como segurar a gata na hora da brincadeira, coloque-a deitada de bruços.

Nessa posição você terá um controle maior das suas mãos na região para deixá-la ainda mais aberta, estimulando com mais intensidade a região interna do ânus – que é onde o maior tesão está.

Essa posição também é boa porque te dá um ângulo de visão favorável, e você poderá perceber as reações da sua parceira à cada movimento da sua língua.

Use isso para descobrir como ela gosta mais.

Depois de posicionar a gata é hora de cair de boca.

Comece devagar, acariciando e beijando as nádegas antes de ir direto ao ponto.

Aquela linha entre o bumbum e a coxa é uma das várias zonas erógenas femininas.

Passeie devagar com a sua língua por ali enquanto você a segura com firmeza.

Então, afaste as nádegas dela e vá beijando o entorno. Depois, com bastante saliva, use sua língua para estimular a região por inteiro.

Para que a prática do beijo grego seja mais agradável, você pode usar um gel aromatizado comestível.

Permita-se curtir a experiência e movimente sua língua em todas as direções.

O controle da respiração também é importante ao praticar o beijo grego. Afinal, você vai precisar de muito fôlego para movimentar a língua incessantemente.

Então aqui vai um segredo que pode ajudar (e muito) a prática: prenda a respiração.

Isso mesmo, rapaz. Respire de cinco em cinco segundos, isso fará com que o controle da sua língua durante a prática do beijo grego seja estável.

Como convencer a gata a experimentar o beijo grego

Algumas mulheres podem ficar desconfortáveis com a ideia, porque automaticamente elas associam o beijo grego ao sexo anal.

Então o primeiro ponto é esclarecer que uma coisa não necessariamente precisa levar à outra.

Sim, o beijo grego pode ser uma preliminar para o sexo anal, mas ele não precisa obrigatoriamente acontecer. Principalmente se sua parceira não estiver preparada para isso.

Outra coisa que você precisa considerar é que a prática não é exclusiva às mulheres no relacionamento.

O ânus é uma zona erógena para os homens também e eles costumam encontrar muito prazer quando aderem à prática.

Voltando ao assunto, o beijo grego tem alguns benefícios e você pode usar disso para convencer a sua a experimentar a prática.

E se você fizer como ensinamos, pode ter certeza de que ela vai querer mais.

Leia também: 15 Táticas Para Deixar Ela Excitada Com Você

O ânus é uma excelente zona erógena

A região anal é cheia de terminações nervosas, o que a torna altamente sensíveis à qualquer tipo de estímulo.

Portanto, a prática do beijo grego aumenta o tesão para quem faz e para quem recebe. Não tem erro!

Uma vez que vocês experimentarem, certamente irão querer praticar sempre.

Se você ainda tem duvidas sobre o que é as zonas erógenas e quais são as partes que as mulheres mais sentem prazer, então recomendo dar uma conferida nesse vídeo do pessoal do Blog “Manual do Homem Moderno“, confira:

Orgasmos mais intensos

Certamente, quando vocês optarem por realizar uma modalidade sexual considerada tabu, você e sua parceira passam a se sentirem mais confortáveis na cama.

Isso ajuda e muito. Pois, ela pode eliminar trava e inibições no momento do sexo, relaxando o corpo e preparando para o orgasmo.

Se entregar totalmente ao momento e excitação máxima faz com que o clímax seja muito mais intenso.

Leia Também: 5 maneiras de você estimular uma mulher para que ela chegue ao orgasmo

Amplia a consciência pessoal

Quando você tem consciência do seu prazer e passa a experimentar outros, o sexo fica mais saudável e divertido.

Ao aceitar experimentar o beijo grego, sua parceira vai descobrir novas formas de prazer e de se entregar à ele.

Ter (muito) mais prazer

Durante a prática do beijo grego é possível estimular o clítoris com uma das mãos.

Acredite, esse mix de estímulos em regiões variadas só faz o prazer ser ainda maior. Você também pode incrementar a prática com vibradores ou géis aromáticos comestíveis.

Aumenta a intimidade entre o casal

O sexo por si só é um ato extremo de intimidade. O beijo grego é o ápice dessa intimidade.

Um casal que decide aderir a prática, sem frescuras, sem tabus, se sente mais próximo um do outro. É como se os dois se entregasse em busca do prazer máximo.

Esquenta o relacionamento

A prática do beijo grego também é uma forma de tirar o relacionamento da rotina. E por mais que tenha falado apenas de uma posição, é possível explorar bastante: de quatro, em pé, no sofá, 69… o limite é a imaginação e vontade do casal.

Leia Também: As 5 Posições Sexuais Preferidas das Mulheres

Não afeta a masculinidade

Vamos falar sobre isso sim!

Receber o beijo grego ou qualquer outro estímulo anal no sexo não tem nada a ver com orientação sexual.

Um homem que aceita aderir a prática do beijo grego com a parceira apenas está em busca de sentir mais prazer na relação.

Sem vergonha e sem tabus o sexo fica ainda melhor.

Espero que você tenha gostado do artigo e esteja pronto para ter essa experiência com sua parceira. Um abraço e até a próxima.

 

 

Post originalmente criado em 31 de Agosto de 2018 e Atualizado dia 17 de Dezembro de 2018

[Total: 0    Média: 0/5]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *