Estudos Finalmente Revelam Qual o Tamanho Ideal do Pênis

É inevitável para nós homens medir e refletir sobre o tamanho ideal do pênis. Parece ser algo natural. Aposto que você também sabe de cor as medidas do seu membro quando flácido e quando ereto!

Tudo isso primeiramente por curiosidade, e depois para se enquadrar num ‘padrão de masculinidade’ (que ainda não está muito claro). E então você poderá se perguntar: será que estou na média de tamanho ideal do pênis?

Falar sobre o órgão sexual de um modo geral é um tabu, afinal de contas quase ninguém gosta dessa exposição. Mas é impossível negar que essa é uma das nossas preocupações na hora do sexo. Então, vamos deixar as coisas bem esclarecidas sobre esse assunto, de uma vez por todas!

Tamanho ideal do pênis: outros países x Brasil

É muito relativo falar sobre tamanho ideal do pênis, então vamos estabelecer alguns critérios. Primeiro, vamos comparar a média brasileira com a média de outros países. E depois pensar no tamanho ideal do pênis para as mulheres. E você vai se surpreender com os resultados, meu amigo!

Em 2014 o jornal britânico “The Sun” publicou um estudo sobre esse tema.

A média peniana de diferentes países foi divulgada e colocada em um ranking. O país que conquistou o primeiro lugar nesse ranking foi a República do Congo, com a média de 18 cm. Nenhuma novidade.

Na sequência vieram Equador, Bélgica e França, com 17,5 cm, 16,2 cm e 16 centímetros respectivamente. O Brasileiro conquistou o 6° lugar desse ranking, com os seus 15,7 centímetros, o que corresponde à média do nosso país.

E os países que ficaram com as menores médias foram Índia (10,1 cm) e Coréia (9,3 cm).

Portanto, se você está na média do Congo ou da Índia, não importa. Você acha mesmo que os criadores do Kamasutra estão insatisfeitos com os seus 10 centímetros? Nada disso, porque eles sabem muito bem como usar ‘sua ferramenta’. Ao passo que pode haver congoleses que nem sabem o que fazer com o seu membro ‘avantajado’.

E daqui para frente você vai entender que a média preferida pelas mulheres assemelha-se bastante à nossa média brasileira. Então, é só alegria!

Tamanho ideal do pênis para as mulheres

tamanho ideal do pênis

Segundo um estudo realizado no ano de 2015 por pesquisadores da Universidade da Califórnia e do Novo México nos Estados Unidos, existe sim um tamanho ideal do pênis para a grande maioria das mulheres entrevistadas. A pesquisa foi publicada pela revista científica Plos One.

Durante o estudo, 75 mulheres entre 18 e 65 anos foram entrevistadas. Dezenas de moldes penianos em 3D foram dispostos para serem selecionados. Foi solicitado a cada uma que escolhesse o molde que correspondesse ao pênis mais tivesse chances de satisfazê-la sexualmente. A partir daí, os pesquisadores pediram que elas passassem a escolher um para cada situação social.

E o estudo descobriu que para as mulheres o tamanho ideal do pênis pode variar de acordo com a situação.

Por exemplo, para um sexo casual o tamanho ideal do pênis seria o equivalente a 16,3 centímetros de comprimento e 12,7 de circunferência (circunferência, não largura!). Mas quando era para parceiros fixos, essa média caía para 16 centímetros de comprimento e 12,2 de circunferência.

Ainda segundo esse estudo, 20% das mulheres avaliadas já haviam terminado um relacionamento por causa de um membro que julgavam pequeno demais. Enquanto 6% haviam terminado relacionamentos por conta de membros muito grandes.

Mas qual o motivo para isso?

Em relacionamentos de longo prazo os homens tendem a ser mais conscientes do prazer feminino, e, portanto, o tamanho não é tão necessário. Além disso, o ponto ‘G’ feminino está mais próximo à entrada da vagina, e esta tem em média 10 centímetros de comprimento.

Então um membro muito grande pode até ser um fetiche numa transa única, mas pode gerar incômodos para as mulheres a longo prazo.

Essas, são, portanto, algumas possíveis justificativas para as preferências femininas. Faz sentido, não é mesmo? No final, o tamanho do pênis não é tão importante quanto como usá-lo para realmente dar prazer a uma mulher.

O tamanho ideal do pênis é, portanto, aquele que possa ser suficiente para dar prazer. E não precisa ser muito grande para isso, como constatamos.

Por que o tamanho é tão preocupante para o homem?

Mas se o tamanho não é tão importante assim para as mulheres e varia de forma tão natural entre os países, então por que o tamanho do pênis é tão preocupante para os homens?

Bom, primeiramente porque um ideal deslocado de masculinidade é relacionado ao tamanho do pênis em muitas sociedades. Assim, as medidas transformam-se numa questão de ego e inseguranças, dividindo os homens em dois grupos, o dos homens de pênis grandes e o dos homens de pênis pequenos.

E é por isso que somos influenciados a fazer essa associação. Isto é, se você tiver um pênis grande seria ‘mais homem’ do que um cara que tem um órgão menor que o seu.

Para você ter uma ideia, nas eleições presidenciais do México em 2006 uma das informações usadas por campanhas eleitorais era o tamanho do órgão dos candidatos. Assim, alguns apoiadores justificavam o seu voto afirmando que o presidenciável possuía “aquilo grande”.

O que lembra muito uma frase emblemática do ex-presidente brasileiro Fernando Collor de Mello aqui no Brasil: “Eu nasci com aquilo roxo”. O que mostra que socialmente o pênis passa a assumir um status simbólico de força e masculinidade.

Esse tema foi trabalhado de forma muito bacana por uma fotógrafa. Laura Dodsworth clicou 100 pênis de homens voluntários das mais diversas regiões e compilou as imagens no livro “Manhood: The Bare Reality” (Masculinidade: A Realidade Nua).

Entre fotos e relatos ela percebe marcas de sensibilidade humana, homens com forças e fraquezas, independentemente da forma de seus órgãos sexuais. “Homens diferentes compartilharam reflexões honestas sobre seus corpos, sexualidade, relacionamentos, paternidade, trabalho e saúde”, diz.

O que é importante, então?

Okay. Não podemos ignorar que realmente possuímos um órgão no mínimo interessante entre as pernas. Mas como ele é não tem mais importância do que a saúde do relacionamento. E durante o sexo, o tamanho do pênis não é mais importante que as preliminares, as posições satisfatórias para a mulher, o orgasmo feminino, a potência sexual, a duração na cama, e a performance masculina, por exemplo.

E, por isso, ficar falando sobre tamanho ideal do pênis se torna uma coisa muito simplista diante do todo que influencia uma relação sexual.

4 mitos sobre tamanho do pênis que todo homem acredita

Além do fator simbólico, existem muitos outros mitos sobre o tamanho do pênis. Confira alguns deles sendo ‘desmascarados’:

#Mito 1 – As mulheres preferem os homens com pênis grandes

Se fosse um critério tão forte assim, as mulheres perguntariam quanto mede o membro do homem antes mesmo de ter um encontro! Algumas têm essa preferência por questão de fetiche ou falta de experiência com pênis pequenos. Mas não é a regra geral.

#Mito 2 – Narizes, pés e mãos grandes indicam pênis grande

Não há relação comprovada entre outras partes do corpo com o tamanho do pênis.

#Mito 3 – Quanto maior o pênis, maior o prazer

O prazer feminino não está relacionado ao tamanho do pênis, e isso pode ser provado ao se analisar a anatomia da vagina com seus pontos de prazer. O clitóris fica na parte externa, a vulva. O ponto ‘G’ é na verdade uma região mais próxima à entrada da vagina. E a vagina tem em média 10 centímetros de comprimento.

Então não precisa se ter um membro grande para fazer uma mulher gozar. Ao contrário, um membro muito grande pode machucar caso o homem não execute as posições certas.

#Mito 4 – As mulheres traem os homens com pênis pequeno

Não necessariamente. Existem, sim, mulheres que traem porque “não se sentem preenchidas com pênis pequenos”. Mas não dá para saber se isso se refere bem ao tamanho ou à circunferência. Parece ser essa última opção. De toda forma não é uma boa desculpa pois é possível a mulher chegar ao orgasmo sem que o pênis seja grande, e a sensação de “preenchimento” pode ser adquirida com o uso de um vibrador feminino pelo parceiro.

No entanto, há pesquisas que também relacionam o tamanho maior do pênis com riscos mais iminentes de traição. Porque as mulheres não se consideram satisfeitas sexualmente por sentirem dores e desconfortos quando seus parceiros não executam as posições certas para quem tem pênis grande.

Aumento peniano existe mesmo?

Depois de refletir sobre a própria masculinidade e perceber que ela nada tem a ver com o tamanho do órgão sexual masculino, se você ainda tem o desejo de aumentar o pênis por uma questão de estética, há exercícios para isso.

Os exercícios Jelq têm origem árabe e já são aplicados há séculos para o aumento peniano. Consiste num método de exercícios manuais e rotineiros cujo objetivo é aumentar o tamanho do pênis.

Primeiramente pela potencialização das ereções, fortalecendo-as pelo aumento da vascularização. E depois pela micro-fissuração e reconstituição celular por mitoses, que pode acrescentar até 3 centímetros no membro.

Exercícios Jelq para praticar em casa

A prática do Jelq envolve alguns cuidados essenciais. Então, para evitar complicações e garantir resultados, acompanhe o passo a passo a seguir:

1 – Fase de aquecimento:

O primeiro passo é muito importante. Para fazê-lo basta ou tomar um banho quente, ou colocar uma compressa/toalha quente no órgão por pelo menos 1 minuto.

2 – Lubrificação:

Antes de iniciar os exercícios jelq é necessário lubrificar o pênis para diminuir o atrito.

3 – Ereção baixa/média:

Estimule seu pênis através de toques, estímulo visual ou pensamentos de forma a provocar uma ereção. O nível ideal é que o pênis esteja ereto mas não duro o suficiente para fazer uma penetração, por exemplo.

4 – Fase de alongamento:

Para isso, deve-se fazer pequenas massagens circulares sobre o pênis, utilizando o polegar e o indicador, por aproximadamente 2 minutos.

4 – Configuração da mão:

A mão deve estar ajustada em sinal de “OK”, encostando o polegar e o indicador formando um ‘O’ com o pênis entre a sua abertura.

5 – Posicione na base:

Posicione os dedos como um anel tão rente à base do pênis quanto possível.

6 – Pressão para cima:

Pressione a base do pênis para cima para ‘empurrar’ o fluxo sanguíneo para o corpo do pênis.

7 – Movimento para baixo:

Partindo da base do pênis, com pressão leve e constante, mova os dedos em direção à glande, deslizando-os. A pressão ideal deve ser capaz de movimentar o sangue pelo pênis, mas não deve machucá-lo. Pare o movimento logo antes de atingir a glande. Ao terminar, terá realizado um jelq.

8 – Frequência:

Como iniciante, repita 20 vezes o procedimento, de 2 a 3 vezes por semana. De forma a fazer um dia e ter um ou dois de descanso. E a cada semana aumente a quantidade de exercícios jelq bem como a frequência semanal. Que podem chegar a 200 sessões, 5 vezes na semana.

Essas são as informações básicas, que podem auxiliar o início das práticas. Porém, caso tenha alguma dúvida ou deseje ter mais detalhamentos e um acompanhamento adequado de resultados, o ideal é procurar um curso especializado. O GDAP – Guia do Aumento Peniano é um bom exemplo de treinamento completo. Você pode conhecer mais sobre ele clicando aqui ou no banner abaixo.

tamanho ideal do pênis

Nos vemos em breve.

 

Abraços.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *