Escolha o nó de gravata ideal para seu formato de rosto

As gravatas são peças fundamentais no figurino do homem moderno, seja para fins profissionais ou para ocasiões especiais como eventos, festas ou jantares.

E, assim como sapatos, cintos e relógios, esse componente do vestuário também precisa estar em harmonia com o restante do traje e com o biótipo físico da pessoa.

Se você se sente perdido, aqui vai um artigo com dicas básicas para aprender a combinar terno, gravata e camisas:

Além disso, existe um tipo de nó de gravata adequado para cada formato de rosto, o que ajuda a manter a simetria e a proporcionalidade entre os dois, sem que um desvie o foco do outro.

Confira no post de hoje o nó de gravata ideal para o seu estilo. Acompanhe:

Rostos magros

O tipo de nó mais adequado para aqueles com possuem um rosto magro e fino é o Four in Hand — mais afinado e longo, porém pouco volumoso, com uma pequena diferença de tamanho entre a base e o topo. Nós menores como este se perdem e ficam desproporcionais em rostos mais redondos.

Muito simples e fácil de fazer, esse tipo de laço é considerado padrão aqui no Brasil e, por isso, bastante comum, caindo muito bem com ternos do tipo slim fit.

Esse modelo de entrelaçamento é o mais recomendado para colarinhos mais fechados e pontudos, como o inglês.

Rostos medianos

Rostos com formatos medianos, nem muito rechonchudos e nem muito magros, pedem laços médios, sem muito volume, como o Windsor, mas nem tão finos, como o Four in Hand. De acordo com seu estilo e preferência, você pode optar pelo nó Half Windsor ou ir em busca de um meio termo, ajustando e adaptando outros tipos de nós ao seu perfil.

Além disso, rostos mais ovais — nem muito finos e nem muito cheios — pedem nós com um pouco mais de circunferência, que combinam com colarinhos mais abertos, como o estilo francês, por exemplo.

Porém, tome cuidado com o tipo de tecido e o corte dele, pois esses fatores podem afetar o resultado do nó e atrapalhar suas pretensões.

Rostos redondos

Para harmonizar um rosto mais redondo e bochechudo, de um maxilar mais largo, o mais recomendado é usar um nó de gravata mais grosso e volumoso, do tipo Full-Windsor, para equilibrar todos esses aspectos, sem desvalorizar nenhum deles.

E, para esse caso, nada melhor do que um colarinho mais aberto, do tipo italiano, para valorizar ainda mais essa combinação infalível.

Escolher o laço de gravata é questão de gosto e vai da preferência de cada um. Alguns deles são até mais difíceis de fazer.

No caso de dúvida entre qual escolher, opte sempre pelo meio termo, por aquele nó e colarinho padrões, como o francês, nem muito aberto e nem muito fechado, estando em harmonia com todo o conjunto.

Agora é com você, meu amigo. Escolha uma bela gravata, que além de combinar com seus trajes, se adeque ao seu estilo, e siga nossas dicas para ficar impecável em qualquer tipo de ocasião.

Quer saber mais sobre esse tema? Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco suas experiências e opiniões. Elas são muito importantes para nós. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *