Cuidados essenciais para o homem evitar a disfunção erétil

Um dos grandes medos que rodeia o universo masculino é o famoso “medo da brochada”. Quem garante nunca ter passado por isso ou está mentindo ou, pode-se dizer que, a sua hora ainda não chegou!

Brochadas esporádicas são absolutamente normais e aceitáveis, no entanto, quando se torna muito frequente é necessário observá-la com mais cuidado e procurar a ajuda de um especialista, pois ela pode se desenvolver para uma disfunção erétil, problema de maior complexidade e que atinge grande parte da população masculina.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia — SBU, quase 50% dos homens se queixam de disfunção erétil, condição caracterizada pela falta de ereção ou pela dificuldade de manter uma ereção satisfatória para a prática sexual.

Apesar de frequente, é possível evitar a disfunção erétil e, graças aos avanços da medicina atual, até mesmo tratá-la.

No post de hoje elegemos alguns cuidados essenciais para o homem evitar a disfunção erétil e garantir uma melhor qualidade na vida sexual. Vamos conferir?

Como acontece a ereção do pênis?

Para ocorrer uma ereção completa é necessário o bom funcionamento do sistema nervoso, que receberá o estímulo sexual (visual, tátil ou olfativo), transmitindo a informação para o sistema sanguíneo que bombeará mais sangue para a região peniana, onde o fluxo será aprisionado nos corpos cavernosos do pênis, levando à sua ereção.

Dessa forma, para que o objetivo seja alcançado, é necessário que todo o conjunto esteja bem, pois quaisquer problemas de ordem orgânica ou psicológica, que afete esses componentes, podem dificultar a ereção ou a manutenção dela, prejudicando o ato sexual.

Como evitar a disfunção erétil?

Como dito anteriormente, a causa da disfunção erétil pode ser de ordem orgânica, psicológica ou a combinação dos dois fatores. Dessa forma, para melhor compreensão, vamos discuti-los separadamente.

Problemas de ordem psicológica

Apesar de, geralmente, serem mais difíceis de diagnosticar, pois são muitos os problemas psicológicos que podem levar à disfunção erétil, falaremos de alguns deles e o que fazer para evitá-los. Confira:

1. Keep calm and make love

Infelizmente, os músculos envolvidos na ereção peniana agem de maneira involuntária, ou seja, não conseguimos controlar. É como a respiração, por exemplo. Dessa forma, para ereção acontecer e se manter é necessário que ela ocorra de forma natural, assim, é essencial que o homem esteja tranquilo e disposto a aproveitar daquele momento.

Ir para a cama com a cabeça cheia, em outro lugar, dificilmente te ajudará a ter uma ereção. Então, deixe o trabalho no trabalho e quando estiver próximo do horário de ir para casa, desacelere.

2. Resolva os problemas do relacionamento

Se estiver magoado com a sua parceira ou está incomodado com alguma coisa no relacionamento, converse e resolva essas diferenças. É muito comum que, devido a problemas no relacionamento, o homem tenha dificuldade de se entregar e de curtir a relação, o que pode prejudicar a sua ereção.

3. Tenha autoconfiança

É importante trabalhar a sua autoconfiança. Um homem confiante e satisfeito com sua condição, dificilmente irá brochar. Caso a brochada aconteça, aceite isso de maneira natural e não fique pilhado na próxima tentativa, pois isso te prejudicará e a segunda brochada será inevitável.

Saiba que brochar de vez em quando é algo absolutamente normal, afinal, “só erra pênalti quem bate”!

Problemas de ordem orgânica

De uma maneira geral, cuidar da saúde e dos hábitos de vida são características essenciais para quem quer manter uma boa vida sexual.

1. Cuide da saúde

É importante fazer exames físicos, frequentemente, para investigar possíveis problemas de saúde. Doenças como diabetes e hipertensão aumentam as chances do homem desenvolver disfunção erétil.

2. Cultive hábitos saudáveis e acabe com os vícios

Fumar, consumir bebidas alcoólicas e drogas são hábitos que podem fazer o homem desenvolver disfunção erétil, portanto, é bom evitá-los. Além disso, é essencial que tenha uma boa alimentação e faça atividades físicas regularmente.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe essa experiências com os amigos!

Comentários

  1. renata Responder

    Adorei esse site o conteúdo é muito bem escrito. Parabéns 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *