Conheça um pouco mais sobre as disfunções hormonais masculinas

Falar de saúde masculina ainda é um grande tabu na sociedade atual, principalmente para os próprios homens. Muitos não respeitam os sinais que o seu corpo dá, sendo que a maioria não aceita a condição.

Falta de vigor físico e sexual, por exemplo, são assuntos difíceis de tratar, seja com o médico ou entre amigos. E esses sintomas podem estar relacionados a alterações na produção de hormônios.

Cansaço, irritação, falta de interesse sexual, mudanças de humor, entre outras reações, podem indicar também uma possível alteração nos níveis hormonais.

No post de hoje vamos falar um pouco sobre disfunções hormonais masculinas. Conheça um pouco dessa condição que afeta grande parte dos homens.

O que são hormônios?

Os hormônios, de uma forma geral, são substâncias químicas que tem como função auxiliar na regulação do organismo. A insulina, por exemplo, é um hormônio sintetizado pelo pâncreas e que tem a função de regular os níveis de açúcar do organismo, assim, quando presente, aumenta a absorção de açúcar das células, diminuindo sua concentração no sangue. Da mesma forma, uma série de outros hormônios são sintetizados e exercem funções específicas que auxiliam no bom funcionamento do organismo.

Hormônios sexuais masculinos

Os hormônios sexuais, por sua vez, são responsáveis pelo desenvolvimento de estruturas sexuais primárias e secundárias, que fazem a distinção física entre os gêneros masculino e feminino. Assim, a testosterona, por exemplo, é um hormônio fundamental para o desenvolvimento dos testículos (característica sexual primária) e para o crescimento de pelos (característica sexual secundária), dentre outras funções importantes para o desenvolvimento do homem.

Efeitos da alteração na produção de testosterona

A testosterona, que também é sintetizada nas mulheres (porém, em menor quantidade), tem seu pico de síntese a partir da puberdade, diminuindo sua produção com a idade, a partir dos 40 anos. Por estar relacionada a uma série de mecanismos no organismo do homem, a testosterona é considerada o principal hormônio masculino e sua falta pode resultar em alguns efeitos que afetam a vida do indivíduo, como vamos especificamos a seguir:

  • Cansaço constante: muitos homens se queixam de cansaço excessivo, sem uma causa aparente, em vários dias da semana. Alguns se queixam ainda de terem dificuldade de concentração na execução das tarefas diárias. Isso porque a testosterona está relacionada com a produção de energia e com os processos de concentração.
  • Falta de desejo sexual: outra característica importante da testosterona é que ela está relacionada com o desejo e a potência sexual, nos homens. Assim, é muito comum que, com a idade, a libido do homem diminua, pois, a partir dos 40 anos, a síntese desse hormônio diminui. No entanto, a falta de desejo sexual pode surgir também no homem mais jovem, sendo necessário uma avaliação mais específica de um especialista para verificar a possível causa dessa condição.
  • Dificuldade de ereção: outra queixa comum entre os homens, a falta de ereção ou a dificuldade de mantê-la é também influenciada pelos níveis de testosterona. Dessa forma, caso esteja enfrentando dificuldades para ter uma boa ereção, procure um urologista para avaliar essa condição.
  • Mudanças de humor e dificuldades no ganho de massa muscular são outras características afetadas pela falta de produção desse hormônio.

Como Previnir

Para prevenir as disfunções hormonais masculinas é importante que o homem faça atividade física frequente, cuide da sua alimentação e evite o consumo de cigarros e bebidas alcoólicas.

Recomendo que dê uma lida nos posts que listei abaixo:

Além disso, é necessário fazer exames de rotina para verificar os níveis de colesterol e a ocorrência de diabetes.

Caso seja evidenciado alguma alteração orgânica, existem algumas opções de tratamento de reposição hormonal no mercado que podem solucionar o problema, porém nunca faça uso desses medicamentos sem a indicação de um médico.

Agora que você já sabe um pouquinho sobre disfunções hormonais, avalie esses sinais no seu dia a dia e, caso necessário, procure um especialista. Aproveite o campo de comentário para contar a sua experiência para a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *